• Home
  • /
  • Quem sou
  • /
  • Resenhas
  • /
  • Promoções
  • /
  • Parcerias
  • /
  • Contato
  • [RESENHA] - SEM OLHAR PARA TRÁS

    LIVRO: Sem olhar para trás 
    AUTORA: Lycia Barros
    EDITORA: Valentina
    PAGINAS: 333
    CLASSIFICAÇÃO: 4/5
    SINOPSE: Muito jovem, Agatha foge de casa para viver uma grande paixão, mas o romance dos sonhos dura pouco tempo. O marido violento e possessivo é capaz de cometer qualquer loucura para mantê-la prisioneira de um casamento infeliz. Decorridos dez anos, ela vê a oportunidade de mudar seu destino ao decidir fugir com o filho para o pequeno sítio que herda numa cidade do interior. Lá, recomeça a vida envolvida em atividades muito diferentes da sua antiga rotina de luxo. Agatha se afeiçoará ao lugar e fará diversos novos amigos que a ajudarão a se reerguer, e também conhecerá Vicente, ex-campeão de equitação que se viu obrigado a abandonar a carreira. Ambos encontrarão um no outro o amor e a segurança que tanto buscavam. Entretanto, a vida de Agatha continua ameaçada. Somente a mão de Deus poderá impedir que o pior aconteça. Para isso, Agatha precisará encontrá-lo primeiro.
    Sem olhar para trás vai contar à história de Agatha, uma mulher que mudou-se recentemente do Rio de Janeiro para outro Estado e que vivia um relacionamento abusivo com seu esposo Bruno. 

    Agatha morava com seus pais em outro estado, porém, quando conheceu Bruno, apaixonou-se pelo seu jeito galanteador e também por ele ser bonito. Assim, por causa disso, resolveu fugir de casa e morar com ele no Rio de Janeiro, logo, seus pais decepcionados com tal escolha, resolveu deserda-la e não manter nenhum contato com a mesma. Contudo, Bruno não era o que a protagonista pensava, pois, com o passar do tempo, ele mostrou ser alguém violento. Além disso, com o nascimento do filho deles, as agressões permaneceram  e também possuía um ciúmes doentio do filho com a mãe. 

    Sim, foram anos nessa situação deplorável, porém, quando as agressões partiram para o filho deles, a personagem resolveu fugir de casa e ir embora para Rio Preto, já que, recentemente, Agatha tinha descobrido que sua tia falecida deixou um sítio em seu nome.  Quando chegou lá, tudo era o oposto do que Agatha estava acostumada, uma vez que ela vivia uma vida luxuosa ao lado de Bruno. No entanto, a segurança de Gabriel era sua principal prioridade e também queria viver em paz - sem medo - uma sensação que ela não possuía vivendo com seu marido. 

    Aliás, Rio Preto lhe proporcionou muitas coisas boas, como tranquilidade para viver com Gabriel e também boas amizades, entre elas; Sr Pedro (funcionário do sítio), Dona Gema (funcionária da pousada de Vicente) e Vicente (dono de uma pousada e ex-campeão de equitação). Além disso, vale ressaltar, que Dona Gema vai dar uma pequena ''ajudinha'' para que Agatha e Vicente possam ficarem juntos. Entretanto, até onde vai essa vida  pacifica, se ela está fugindo do seu ex-marido?
    O livro é narrado em terceira pessoa, assim, temos maior visibilidade para entendermos o contexto. Estou encantada com a escrita da Lycia, pois ela soube desenvolver perfeitamente esse assunto que é tão forte e complicado para ser escrito. Além disso, a história faz bastante sentido, uma vez que ela foge da ficção e também está presente na atual sociedade brasileira. Sim, estamos diante de uma obra que retrata a violência doméstica. Claro, é triste falar sobre isso, mas o que essa personagem sofreu, é o reflexo do que acontece, infelizmente, com muitas mulheres no Brasl. Outrossim, gostaria de destacar, que a escritora fez uma história sem enrolações e foi bem direta no assunto que iria tratar. 

    A linguagem do livro é de um perfeito entendimento e também temos um equilíbrio de diálogos. Aliás,  eu não achei que essa minha leitura foi leve, pois o assunto é forte demais para não refletirmos. Em contrapartida, ela consegue fluir, pois em nenhum momento sentir vontade de abandonar a obra e sim saber como vai ficar a vida de Agatha. Inclusive, eu não mudaria nada no final, achei o desfecho excelente. 

    Em relação aos personagens, todos foram bem construídos e com personalidades bem definidas. Aliás, Bruno e seus pais são a definição de EMBUSTES. Sério, eu fiquei com tanto ódio desses 3 personagens, que toda vez que o nome deles eram citados, eu revirava os olhos. Contudo, quando se trata de Agatha, Sr Pedro, Doma Gema, vicente e Gabriel, é só amor (risos). Gostei bastante da protagonista, ela mostrou ser forte, mesmo diante das dificuldades que passou em um relacionamento abusivo. Além disso, amei ver o o amor maternal que ela sente por seu filho Gabriel. Aliás, gostaria de ressaltar, que Vicente é maravilhoso e sim, ele é o homem que toda mulher gostaria de ter ao seu lado. Sinceramente? Todos os personagens são bons e os secundários são tão importantes como os protagonistas, pois é um complementação maravilhosa para que o livro seja bem desenvolvido. 

    Quando se trata da capa, confesso que não gostei muito, porquê esperava algo mais elaborado, uma vez que a obra é tão cativante. Entretanto, apesar da diagramação não ter me agradado muito, ela super condiz com o contexto proposto no livro. Aliás, a revisão foi bem feita, pois as paginas são ótimas e também não existem erros da língua portuguesa. 

    Urge, logo, que Sem olhar para trás é uma obra que merece ser lida por vocês. Sim, é uma história forte e que retrata o drama das mulheres que sofrem ou já sofreu com violência doméstica, mas também mostra que ela pode ser superada, caso essas vítimas tenha apoio. É um livro que têm uma narrativa envolvente e que o tema merece ser debatido na sociedade, pois, ainda vejo muita irresponsabilidade tanto do Poder público como da população. Enfim, espero que vocês leiam! 

    OBSERVAÇÃO: CASO VOCÊS DESCUBRAM CASOS SOBRE VIOLÊNCIA DOMESTICA, DENUNCIEM GALERA E VOCÊS QUE PASSAM POR ISSO, DENUNCIEM TAMBÉM! NÃO PODEMOS DEIXAR ESSAS PESSOAS SAÍREM ILESOS. 

    12 comentários :

    1. Olá. A trama me pareceu interessante. Adorei sua resenha, conseguiu explicar muito bem sobre o livro e sua ideia

      ResponderExcluir
    2. Achei a história bem interessante, já li algumas fanfictions com o tema, mas sempre eram histórias que se passavam nos eua, e o diferencial do livro e que se passa aqui, na nossa realidade, nas nossas leis insuficientes, confesso que fiquei com vontade de ler para ver como será esse desenrolar

      ResponderExcluir
    3. Essa não é do tipo de livro que me atrai, mas adoro ler sinopse assim que imediatamente já vem nomes de pessoas que você conhece que lhe lembra


      https://www.luartico.com/

      ResponderExcluir
    4. Olá, pela sinopse me pareceu um livro interessante, e também pela quantidade de páginas, que para um leitor voraz é questão de dias concluir a leitura.
      Emerson Lemes

      ResponderExcluir
    5. adoro esse tipo de livro, principalmente porque eu já passei por relação abusiva e consegui me livrar dela. Adorei tua resenha, ficou muito boa e fiquei com muita vontade de ler. O fato de se passar aqui e os personagens terem nomes comuns é muito legal, adorei!

      ResponderExcluir
    6. Olá,

      Gosto bastante de livros que abordam este tema, pois sempre conseguem me impactar de uma forma única e me fazer vivenciar a história por completo. Não conhecia o livro, mas o enredo me agradou e já estou sentindo ódio do Bruno.
      A capa realmente não é muito atrativa, mas por a história ser tão forte e impactante, faz meu estilo. Adorei sua resenha e de conhecer a obra!

      Beijos!

      ResponderExcluir
    7. Uma drama que deve ter um enredo bem forte mas que com certeza deve ser lido por todas as mulheres. Ótima indicação!

      www.vivendosentimentos.com.br

      ResponderExcluir
    8. Amei sua resenha, me parece um livro bem interessante. Ainda não conhecia, mas fiquei curiosa em ler <3

      ResponderExcluir
    9. olá!
      Não conhecia este livro, o tema abordado é bem delicado né? Um tema que nos tempos de hoje não deveria estar tão evidência, parece que as pessoas estão regredindo, lamentável!
      Abraços,

      ResponderExcluir
    10. Olá
      É um tema bem importante, e notei que foi bem tratado, também gosto do clima de interior, mesmo não sendo o tipo de história (romântica) que eu gosto, fiquei curiosa.

      ResponderExcluir
    11. Amo histórias que abordam esse tema, se bem feitas podem ajudar pessoas que se encontram nessa situação e sentem medo ou acreditam que não conseguirão ter uma vida melhor. Não conhecia o livro mas irei procurar.

      ResponderExcluir