• Home
  • /
  • Quem sou
  • /
  • Resenhas
  • /
  • Promoções
  • /
  • Parcerias
  • /
  • Contato
  • Resenha: Uma vida para sempre - Simone Taietti

    http://2.bp.blogspot.com/-eQtKUdEwkLw/VOkpVNVh5fI/AAAAAAAABKI/cbtnkg-ymBc/s1600/UMA_VIDA_PARA_SEMPRE_1412372162B.jpgLivro: Uma vida para sempre
    Autora: Simone Taietti
    Editora: Novo século
    Paginas: 347

    Sinopse:Ethel diz estar morrendo. Contudo, não afirma isso apenas em razão de sua doença. Talvez a única certeza de nossa existência seja a morte, o fato de que ela chega para todos. Mas nem por isso deixa de ser a maior incógnita da vida.Em um hospital, em meio à dor das histórias dos pacientes, Ethel encontrou amigos. Entre passeios em cemitérios, frequentando velórios e enterros de estranhos, ela tenta preparar a si e aqueles que ama, para o que parece estar ali tão próximo, o fim. Entretanto, não esperava enfrentar algumas surpresas que a fizessem duvidar de tal preparação. As estatísticas ruins, a inexorável passagem do tempo. Onde reside a lógica disso que nos arranca pedaços, da súbita inexistência do que outrora era vívido e pulsante? Um corpo que jaz. Palavras que se perdem. A finitude de tudo o que é tão belo talvez seja a maior dor do mundo. Uma vida para sempre é um compilado de desejos, pensamentos e dias. Quanto dura o para sempre? Ethel descobriu.

    O seu coração vai transbordar emoções quando começar a conhecer a história da Ethel, então muito cuidado. (hahaa)

    Em Uma vida para sempre vamos conhecer a história de Ethel. Uma jovem de 17 anos, que sofre de um doença chamada CIPA (Insensibilidade congênita a dor com Anidrose). Essa doença impossibilita que a personagem sinta qualquer tipo de dor fisicamente. Portanto, ela pode se machucar a qualquer momento sem perceber.

    Ethel é filha adotiva de Edite. Com essa doença, sua mãe vive em uma preocupação constante com medo de que a qualquer momento ela possam se machucar, fazendo a jovem viver em uma grande bolha de proteção exagerada. Claro que essa situação desconfortável não é de total acordo de Ethel e ela tenta a qualquer custo mostrar para sua mãe essa sua infelicidade.

    A personagem vive sua vida conformada que a qualquer momento pode morrer e sempre busca conviver com coisas que lembra esse fato. Ela sempre faz pesquisas, visita alguns lugares tristes. Mas tudo escondida da sua mãe, porque Edite jamais concordaria com essa obsessão de aceitação que Ethel tem sobre a morte. Sua expectativa que seu quadro possam mudar é nula, então a mesma vive com essa presença de que a qualquer momento sua morte possa chegar e leva-la para sempre. Valorizar os segundos como se fosse os últimos, será uma das coisas que mas vamos ver a personagem valorizar nesse livro.
    O livro é narrado em primeira pessoa por Ethel. Nele há outros personagens também, como Vitor, um menino que ela conhece no hospital e vive um breve romance, com muita espontaneidade, leveza e amor. Também tem Gertrud, uma senhora que ela se tornam amiga no mesmo local que Vitor. Há outros personagens, porém o foco é mas na história de Ethel e em outras partes na amizade com gertrud, sua relação com a mãe, com o Vitor.. Etc.

    Esse livro pela sinopse, parece ser algo pesado, porém ele é tão leve. A história da Ethel, apesar de triste, a autora soube apresentar de uma forma que podemos lê-lo de uma maneira bastante espontânea, sem uma pressão que geralmente os livros desse gênero oferece.

    Quando comecei a ler esse livro, logo no começo me sentir ligada com a personagem por ela ser tão forte e corajosa. Não consigo formular palavras para dizer o quanto achei essa narrativa fantástica, o quanto fiquei admirada pela maneira que a personagem levava a sua vida. A cada segundo do dia era de extrema importância para a mesma, apesar de querer conviver frequentemente com a certeza que vai morrer, Ethel não é aquela personagem dramática insuportável que paramos de ler logo no começo, essa garota só queria que as pessoas ao seu redor entendesse que a qualquer momento ela poderia partir. E conviver com coisas relacionadas a isso, a faria se sentir ''melhor''.

    Sentir uma admiração enorme por todos os personagens, todos eles são cativantes, bem construidos. Não achei falhas no caráter dos mesmos. Pelo contrário, a autora conseguiu encaixar perfeitamente todos eles em sintonia com a Ethel, porque as características dos mesmos foram essenciais para que houvesse uma narrativa sem estresse e enjoativo.

    A lição que a autora nos ofereceu me fez transbordar mares de lágrimas de tão emocionada que fiquei. A Simone nos mostrou que muitas vezes temos o essencial na vida e mesmo assim reclamamos muito. Tantas pessoas sofrem em diversas formas de doenças e mesmo assim reclamamos de coisas inúteis, enquanto muitos só queria a oportunidade de viver. Nesse livro conseguimos ver claramente o quanto cada segundo do dia é importante, o quanto deveríamos aproveitarmos mas e sempre agradecermos pela saúde que Deus nos proporcionam.

    A capa é simplesmente perfeita. Essa diagramação fofa, com cores delicadas e vibrantes, me fizeram ficar extremamente impressionada com tamanha delicadeza que há nela. A cada capitulo tem frases de livros, filmes, que deixa a diagramação digna de aplausos. As paginas são amareladas e entendemos muito bem a escrita do livro. Esse é um dos raros livros que conseguiram me emocionar e me fizeram pensar realmente em algumas atitudes da minha vida. Super indico o livro, porque fiquei surpresa com que fui capaz de encontrar. O livro é muito bom e tenho certeza que quando vocês começarem a lê-lo, os seus pensamentos, ou alguma coisa em você, vai mudar... Para sempre.     

    41 comentários :

    1. Essa doença mata ou só possibilita riscos à quem tem? Achei fantástica a idéia da protagonista fazer esse tipo de pesquisa. Gosto da idéia de mostrar a relação entre mãe e filha nessa situação delicada. Eu acho que supor vou entender a mãe da Ethel. E o melhor de tudo é que ela é filha adotiva,sempre amo livros com essa temática.
      Assim que tiver oportunidade,lerei.
      Bjs

      ResponderExcluir
    2. comecei a ler a sinopse e já pensei: "um livro mórbido. to indo ler!". daí você esclareceu que ele é leve, apensar de tudo, e é claro que eu gosto (não tem um gênero literário que eu não goste haha!).

      adoraria temática do livro. <3 já ouvi falar dessa doença e ela parece ser bem... tensa ; ^ ; vou tentar ler sim; na verdade, talvez eu compre livros novos semana que vem, e já tem um na lista :)

      adorei sua resenha ❤️ beijos.

      ResponderExcluir
    3. Eu já ouvi falar dessa doença uma vez, há muito tempo, quando ainda fazia acredito que a 5. ou a 6. série e fiquei interessada pra ler o livro só pra saber mais sobre. Gostei que mesmo com essa temática a autora tenha deixado uma leitura leve.
      Isso que você falou da gente reclamar por algo pequeno é pura verdade, mas também não podemos desmerecer nossas dores só porque alguém em algum lugar está sofrendo mais, não é? A tristeza faz parte da natureza humana e por menor que seja, aprendemos muito com ela :)

      ResponderExcluir
    4. Parece ser muito legal esse livro! Deu vontade de ler! Beijoca! <3

      ResponderExcluir
    5. Confesso que quando li a sinopse pensei: quero passar longe desse livro haha Não gosto muito de dramas e "sofrência". Mas quando você começou a descrever o livro e como ele é narrado de forma leve fiquei curiosa. Gosto de livros que abordam as dificuldades e a vida real, mas sem toda aquela dramatização, onde o personagem principal é sempre a vítima. Então ao mencionar que a personagem principal é forte, o livro entrou para a minha lista de leitura! Beijos, adorei a resenha!

      ResponderExcluir
    6. Esse livro me lembra muito Tudo e Todas as Coisas, não sei se já leu, mas pela sinopse e pela forma como retratou a história, lembrei demais desse outro livro. Histórias assim são um chacoalhão para gente. Elas nos tiram da zona de conforto ♥ A gente felizmente consegue entender e perceber sobre as sutilezas da vida. Já tinha visto uma coisa ou outra sobre esse livro, mas nunca parado para ler uma resenha. Gostei bastante, já coloquei na listinha de desejados.

      ResponderExcluir
    7. Olá!
      Tenho a impressão que eu choraria lendo esse livro, mesmo a autora tratando o enredo de forma leve. Esse tema é muito próximo da minha realidade, então sei que não é fácil lidar com a mortalidade. Acho que, no final das contas, todo mundo cedo ou tarde se depara com essas questões, mas que poucos reagiriam com a mesma morbidade de Ethel
      Beijos!

      ResponderExcluir
    8. Eu sei que não podemos julgar o livro pela capa, mas amei a capa desse, muito fofa. Sobre a historia, achei bem interessante, está longe de ser um conto de fadas, é um tipo de livro que dá um choque de realidade em que lê. Adorei a sua resenha, não conhecia esse livro e agora estou curiosa para saber mais detalhes dessa história

      ResponderExcluir
    9. Já ouvi muito sobre essa doença e inclusive conheço a história de uma pessoa que tinha. À primeira vista pode parecer ótimo não sentir dor, mas na vida real pensando em tudo o que isso pode causar, socorro, que terror deve ser não ter controle sobre si mesmo!
      Fiquei curiosa para saber como a autora conseguiu tratar isso com leveza... Do jeito que eu sou chorona ia inundar as páginas o tempo todo, hahaha! Amei a capa também, achei super fofa!

      http://sweetluly.expressorosa.com/

      ResponderExcluir
    10. Olá lindona,
      esse livro já está anotadinho na minha lista há um tempo. Eu simplesmente me encanto com cada resenha e como você mesma disse aqui a capa é simplesmente perfeita.
      Amei a forma com que você escrveu esse post.
      beijos.

      www.meumundosecreto.com.br

      ResponderExcluir
    11. Eu já tive oportunidade de ler esse livro. Se tornou um dos meus preferidos, é realmente emocionante. Estou com vontade de reler ele. Muito boa sua resenha.

      belezaculta.blogspot.com

      ResponderExcluir
    12. Nossa, quando li o começo da resenha pensei no livro "a culpa é das estrelas", mas ai ao continuar a ler vi que é diferente. Gosto de livros nesse estilo, então esse que não conhecia entrou pra minha lista que só aumenta mais a cada dia, hihihi <3

      ResponderExcluir
    13. Oi!
      Não conhecia o livro, pela sinopse percebi que o livro é bem interessante. Vou ler, gostei da dica de leitura ;)
      Bjo

      ResponderExcluir
    14. Oie, tudo bem? Esse é um dos livros que vi na livraria e me conquistou pela capa no entanto não sabia qual era o assunto. Eu sou daquelas que primeiro se apaixonam pela capa, depois lê a sinopse, compra o livro e só então começa a lê-lo, pois é sou assim mesmo. A temática é um pouco diferente dos que costumo ler, mas acredito que toda leitura tem algo a nos ensinar, mesmo que seja sobre nossa conduta enquanto estamos nessa vida. Precisamos viver de maneira diferente, valorizando as pessoas que amamos e tornando a vida dos outros melhores. Parabéns pela resenha. Beijos, Érika ^-^

      ResponderExcluir
    15. Já tinha lido uma resenha desse livro, mas ela não deixou tão clara a delicadeza do tema e da narrativa da obra - e esses aspectos me encantaram! Já estou muito ansiosa para acompanhar a pequena guerreira Ethel...

      ResponderExcluir
    16. Que livro mais fofo. Amei a resenha, fiquei com vontade de ler =)
      Bjs

      ResponderExcluir
    17. Oi amore!! Ahh essa capa é realmente linda. Mas, eu nunca imaginaria que essa capa tão fofa, abrigaria uma história tão forte. Eu não tenho certeza se já conhecia o enredo, mas sua resenha me empolgou para conhecer a história de Ethel.
      Eu queria um spoiler rsrs, não quero que ela morra no final.
      Beeijos

      ResponderExcluir
    18. Nossa, ter uma doença dessa deve ser bem difícil. Fiquei com muita vontade de ler.
      besitos

      www.blogmeamarro.com

      ResponderExcluir
    19. Já tinha ouvido falar uma coisa ou outra sobre esse livro, mas sua resenha me eixou com uma extrema vontade de ler todo o livro. Já coloquei na lista da próxima compra rsrs.

      ResponderExcluir
    20. Só pela sinopse ja percebi que é o meu tipo de livro favorito, mais pela resenha fiquei muito curiosa kkk preciso ler
      beijocas

      ResponderExcluir
    21. Oiii, tudo bem?
      Realmente eu não conhecia esse livro e confesso que me interessei bastante, gosto de coisas que me tiram da minha zona de conforto e essa edição está um arraso dos deuses, dica super anotada.
      Beijinhos

      ResponderExcluir
    22. Ameia resenha! o livro deve ser ótimo! obrigada pela dica!

      ResponderExcluir
    23. Amei a capa, muito fofa... Sobre a historia, achei bem interessante, está longe de ser um conto de fadas, é um tipo de livro que dá um choque de realidade em que lê.bjs

      ResponderExcluir
    24. Olá!
      Eu tenho esse livro aqui em casa, mas ainda não o li.
      A premissa do livro parece ótima e essa narrativa ainda melhor!
      Gostei de saber que os personagens foram bem construídos e são cativantes. Adorei o fato do livro conter frases de livros e filmes em cada capítulo.
      Com certeza é uma leitura capaz de mudar leitores e proporcionar boas reflexões.
      Adorei a resenha e vou tentar ler o livro em breve.
      Beijos!

      ResponderExcluir
    25. Olá,
      Achei bem interessante a premissa do livro por abordar a CIPA (que se não me engano existe mesmo) e da forma como a faz.
      Quero muito ler a obra e acredito que irei me comover bastante e por isso preciso preparar o coração! Gosto de livros que nos façam refletir sobre pontos da nossa vida.

      https://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    26. Oi Kátia!
      Já ouvi falar nessa doença e fiquei muito curiosa a respeito... nossa deve ser muito, muito complicado conviver com ela... :(
      Adoro quando os livros nos dão alguns puxões de orelha e nos fazem repensar algumas atitudes nossas e valorizar a nossa vida! Parabéns pela ótima resenha! Bjos

      http://thehouseofstorie.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    27. Olá
      que legal a sua resenha, adorei. Eu li o livro faz um tempão e lembro que gostei bastante, adoro esse gênero e chorei um pouco no final hehe

      Beijos
      http://realityofbooks.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    28. Ainda não li esse livro, mas me chamou bastante a atenção com a sua resenha.
      Essa doença é bem estranha, não conhecia e nem tinha ouvido falar.
      Fiquei bem curiosa pela historia.
      Bjinhos,
      www.prosaamiga.com.br

      ResponderExcluir
    29. Adorei sua resenha, já li esse livro e ele foi um dos meu favoritos eu sempre recomendo ele para os meus amigos...

      ResponderExcluir
    30. Olá flor,
      Já vi a capa desse livro em muitos lugares, mas nunca parei para ler uma resenha dele e saber sobre o que se tratava. Adorei a premissa do livro. Eu ia dizer que o livro parece pesado mesmo, mas fiquei encantada por saber que ele é leve.
      Anotei a dica e espero curtir como você.
      Beijos

      ResponderExcluir
    31. Este livro me encantou quando estava na Saraiva dias atrás, sme medo, o comprei e tive a mesma impressão que você. Não me arrependi nenhum pouco por adquirir, pois tem uma premissa bastante bem aplicada e palavras que tornam a leitura agradável.

      www.saotantas.blogspot.com

      ResponderExcluir
    32. Olá...
      Minha parceira do blog recebeu esse livro e gostou muito.
      Eu confesso que sempre fico curiosa com livros que trazem no enredo alguma doença, fico vendo como o autor trabalha com esses dilemas.
      Adorei sua resenha, muito breve, sucinta e empolgante.
      Beijuh

      ResponderExcluir
    33. Nossa que resenha maravilhosa, eu não conhecia esse livro e fiquei muito curiosa com a história, ótima resenha, sério, eu irei colocar o livro na minha lista.

      Beijos

      ResponderExcluir
    34. Eu sei que vou acabar chorando com esse livro porque né, tema pesado, mas deu vontade de lê-lo. Essa doença é bem complicada; quando fiquei sabendo que existia lembro de ter ficado surpresa e com medo porque ISSO SIM assusta: poder morrer por nem ao menos sentir que há algo de errado. Bah. :x

      Resenha muito bem escrita a tua, hein. Mesmo.

      ;*

      ResponderExcluir
    35. já tinha ouvido falar da obra mas ando tão saturada de sick-lits que acabei me desanimando pra fazer a leitura... mas fico feliz que vc tenha curtido e o livro tenha te deixado reflexiva com a história e os ensinamentos que o leitor pode tirar dela...
      bjs ^^

      ResponderExcluir
    36. Olá! Li a sinopse e imaginei algo mais sombrio rsrsrs. Mas, deu para perceber que, apesar de triste, existe um doçura na história, deve ser algo extremamente difícil conviver com essa doença. Imagino o quanto ela deve ser sentir sufocada com tudo. Dica anotada, beijos!

      ResponderExcluir
    37. Ooi
      Acho que já vi o livro por ai, mas nem sabia do que se tratava. Então, conheci ele por aqui mesmo. haha
      Gostei bastante da premissa dele e sua resenha até me animou. Dica anotadíssima!

      Beijoos!

      ResponderExcluir
    38. Oi eu já havia tido outros contatos com resenha desse livro e confesso que fico dividida, geralmente evito sic-lits mas a sua resenha me deu uma vontadezinha de fazer essa leitura.
      beijos
      Conversas de Alcova ♥

      ResponderExcluir
    39. Olá, tudo bem?
      Eu já li várias resenhas sobre esse livro, acho a capa um amorzinho e a premissa é interessante, mas sick-lit não é um gênero pra mim, odeio dramas, ainda mais quando forçados :(
      Beijos <3

      ResponderExcluir
    40. Nossa, que resenha intensa e que livro mais uauu. Eu não conhecia o livro, mas já conhecia a doença e inclusive vi um dorama com essa mesma doença o Sensory Couple.
      Achei bem interessante e quero ler, especialmente pq essa capa é linda demais. Agora sobre a aceitação da morte dela... eu não gosto de pessoas que aceitam a morte assim tão fácil, mesmo que eu saiba que não é. Mas vou ler para ver como são as coisas. Obrigada pela resenha.
      Angel Sakura
      www.euinsisto.com.br

      ResponderExcluir
    41. Eu não conhecia essa doença. O livro me despertou bastante interesse, e sua resenha está ótima. Vou sofrer de novo, cada vez que leio uma resenha de um livro que o assunto eu gosto eu quero ler.rsrs bjs
      www.pilateandosonhos.com

      ResponderExcluir