• Home
  • /
  • Quem sou
  • /
  • Resenhas
  • /
  • Promoções
  • /
  • Parcerias
  • /
  • Contato
  • Resenha: Cartas de amor aos mortos

    http://lelivros.website/wp-content/uploads/2014/08/Download-Cartas-de-Amor-aos-Mortos-Ava-Dellairaem-ePUB-mobi-e-PDF.jpg
    Livro: Cartas de amor aos mortos
    Autor (a): Ava Dellaira
    Editora: Seguinte
    Paginas: 344
    Resenhista; Nicole
    Sinopse: Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

              “É triste quando todo mundo sabe quem você é, mas ninguém te conhece.”

      Carta de amor aos mortos conta a história de Laurel, uma adolescente que está tentando superar a morte da irmã, May, enquanto começa o ensino médio em uma nova escola.

      O livro começa com Laurel escrevendo uma carta para Kurt Cobain, explicando que a carta é uma tarefa para a aula de inglês.  

      Desde o início é notável a forma como ela ama e admira a irmã e ela passa quase todo o livro idealizando May. Em todas as cartas ela mescla um relato sobre o presente e algum flashback da infância das duas ou suas lembranças sobre May.

      Laurel escreve para atores, músicos, escritores e é muito interessante a forma como ela conta um pouco da história de cada um deles e as relaciona com momentos de sua própria vida. As cartas endereçadas ao Kurt foram as minhas favoritas, porque a história dele é interessante e ele era alguém de quem ela gostava muito e parecia ser mais sincera e íntima com ele (se é que é possível ser íntimo de alguém morto).
       A atmosfera de amizade é incrível e todos os momentos em que ela estava com os amigos eram divertidos de ler. Eles são aquele tipo de amigos legais, ótimas influências, que a levam para festas, dão cigarros e bebidas para ela. Todas as coisas boas e legalmente permitidas para adolescentes (só que não). Hannah e Natalie acolheram Laurel entre elas e a apresentaram a Kristen e Tristan. Entre eles, Tristan foi personagem que eu mais gostei. Ele é muito divertido, meio roqueiro, meio hippie e as conversas entre ele e Laurel são muito legais.

      Eu adorei o Sky. Ele é um fofo. Ele também é novato na escola porque foi expulso da escola anterior. Ele é meio misterioso e infelizmente, a descrição física e da personalidade de Sky foram muito vagas. Laurel se interessou por ele desde o início do livro e eu gostei de acompanhar a relação deles.

      A festa de fim de ano foi, com certeza, meu momento favorito da história! Eles cantam e dançam juntos durante a virada do ano e foi tão simples e divertido!Enquanto lia, eu senti que seria algo que eu gostaria de fazer com minhas amigas. Uma celebração do que a juventude é, da diversão que momentos simples com quem amamos são felizes.

                                  “Halloween é um dos meus feriados favoritos. 
         O Natal e os outros às vezes nos deixam tristes, e há o peso de ter que ser feliz.
                                    Mas no Halloween você pode ser o que quiser.”
     
      Laurel não é clara sobre o motivo da morte de May e isso foi me deixando tensa durante o desenvolvimento da história. Não vou mentir. Chega um ponto da história que me senti sufocada. Literalmente. Quando comecei a ligar algumas frases meio aleatórias e conforme Laurel foi revelando mais do passado, eu me senti realmente mal, porque a história acaba tocando em uma questão muito sério e triste. Mas ao mesmo tempo, eu não conseguia parar de ler, e isso só mostra como a história me envolveu.

      Quando o livro acabou, eu achei que muitas coisas ficaram em aberto e que eu queria saber mais sobre Laurel, sem a sombra da personalidade de May. A vida de Laurel girava em torno de May, então depois que ela morre, Laurel não sabe quem é. É claro que somos marcados pelas pessoas de quem somos próximos e elas influenciam em quem nós somos, mas Laurel tenta ser May, então quis conhecê-la de verdade.

                 “Mas, na vida, a gente nunca tem certeza do que vai acontecer , 
           mesmo que planeje tudo. Pode haver uma reviravolta, acontece sempre.” 

      Queria saber mais sobre todos os personagens e sobre o que aconteceu a cada um deles. Mas apesar disso, não quero uma continuação. Tenho alguns problemas com continuações, porque quase sempre elas são ruins. Então prefiro tentar imaginar futuros legais para cada um deles.

      Gostei bastante do final do livro, porque me trouxe aquela sensação boa de esperança. Apesar da temática pesada desenvolvida durante todo o livro, no final eu fiquei com a sensação de que tudo estava finalmente melhorando, se encaixando no lugar certo.
     
      Em resumo, o livro fala sobre lidar e superar as coisas tristes que nos acontecem, sobre perdoar e seguir em frente. Sobre não ter medo de ser quem é, sobre autoaceitação. É sobre seguir sonhos, sobre amar pessoas, se divertir, sobre os medos e prazeres da juventude. Ele é sobre a vida e a beleza de se estar vivo.

      Eu achei bastante parecido com As vantagens de ser invisível, então quem gostou dele, vai amar Carta de amor aos mortos. Eu amei os dois!

      Capas são muito importantes pra mim, porque influenciam na leitura. E a capa de Carta de amor aos mortos é maravilhosa, pois ela é fosca e eu gosto do fundo galaxy, porque em certo momento do livro, Laurel faz uma referência muito legal relacionando o céu e as estrelas com o contexto da história. A fonte do título é bem simples e bonita. O problema é a imagem da menina. É estranho, tipo aquelas imagens do garoto na lua, que aparecem nos créditos iniciais de um filme. Então por isso a capa poderia ser melhor.

      Eu a-d-o-r-e-i o título. Assim que vi o título tive vontade de ler o livro. Fala sério, porquê e o quê escrever para quem já morreu? Fiquei muito curiosa e o título foi o principal motivador para que eu tivesse vontade de ler esse livro.

    11 comentários :

    1. Oi
      que bom que gostou da leitura e eu também adorei do livro que apesar do tema quando terminei de lê fiquei com satisfeita com a história, A capa do livro eu acho linda.

      momentocrivelli.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    2. Olá Kátia, tudo bem?

      Eu tenho o livro aqui em casa e perturbei minha amiga até ela comprá-lo para mim, ainda no ano passado. Embora ame a capa e o toque suave que ele proporciona, eu não consigo ler. Acho que já vi tantas críticas negativas que acabei ficando decepcionada. Quem sabe quando entrar de férias não dê uma oportunidade?

      Beijos

      ResponderExcluir
    3. Oi Katia.
      Eu li esse livro, e também fiquei com vontade de saber mais dos personagens, ficaram muito superficiais. O romance da protagonista também não me convenceu.
      O enredo aborda assuntos bem interessantes, pena que não foi bem explorado, gostei da leitura mas esperava mais.

      Beijos.
      Leituras da Paty

      ResponderExcluir
    4. Oi Katia.
      Eu já li esse livro, e também fiquei querendo saber mais sobre alguns personagens. O romance da protagonista também não me convenceu.
      O livro também traz assuntos interessantes pena que não foram aprofundados. Gostei da leitura mas esperava muito mais da trama.

      Beijos.
      Leituras da Paty

      ResponderExcluir
    5. Oiii, tudo bem?
      Estou louca para ler este livro para ontem, um tempo atrás ganhei o poster lindo do livro e desde então não paro de pensar na obra e está na minha lista de futuras compras para o quanto antes, suas fotos e as resenhas me encantaram <3 com toda certeza irei ler.
      Beijão

      ResponderExcluir
    6. Eu AMEI "As Vantagens de Ser Invisível"!!! Embora eu só tenha assistido ao filme, então não sei se conta. Conta? Hahaha
      Já tinha tido um feeling em relação a esse livro, mas uma amiga minha falou mal dele e então eu desisti. Agora quero ler!

      ResponderExcluir
    7. Oi, Kátia, tudo bem? Esse é um dos livros que eu quero/preciso ler. Está na minha listinha de desejados. Sempre namoro o livro por aí, vejo as promoções mas como estou numa fase "controle-se, não compre mais livros, leia os que você já tem" que só quando a pilha de livros não lidos diminuir que vou me arriscar,rs. Principalmente agora que li sua resenha, fiquei com uma vontade maior ainda,rs.

      Beijos. ^_^
      www.clubedas6.com.br

      ResponderExcluir
    8. Oi, Kátia!

      Já li várias resenhas sobre esse livro e confesso que estou em dúvida se quero ler ou não.
      Muita gente fala bem do livro, mas ressalta que ele é triste. Eu adorei a premissa e acho que tem tudo pra ser um livro bom mesmo, mas é a parte do "triste" que me pega.
      Não ando na vibe de livros tristes, então não sei se quero ler esse.

      Beijos!

      ResponderExcluir
    9. Olá, tenho esse livro já faz um tempinho, acho o enredo super bacana, mas ainda não consegui conciliar minhas leituras para encaixa-lo. Parabéns pela resenha.

      Abraços
      Literaleitura

      ResponderExcluir
    10. Oi, Kátia!
      Nossa, sua resenha está linda! O livro parece ter te tocado de forma profunda. Achei a premissa bem interessante descobrir e conhecer a vida da protagonista através das cartas que ela escreve a personagens famosos mortos. Pelo que vi da diagramação, parece ser bacana tb. Achei que a obra e a personagem devem ser bem delicadas, e por isso vc consegui gostar tanto (e eu tb, de verdade!). Procurarei com certeza! beijo!

      ResponderExcluir
    11. Eu sempre fico muito perdida em relação a esse livro, pois as resenhas que leio sobre ele estão sempre ou de um lado ou de outro, então ainda não sei se vou ler ou não.
      Capas também são importantes para mim e essa me agrada muito e o título também.
      bjs, bjs

      ResponderExcluir